Desde os primórdios, os jogos exclusivos estão entre os principais motivos para se comprar um console — seja um PS4, um Xbox One ou um Switch. Sempre temos aquele grupo de títulos que definem a plataforma de alguma maneira e que apelam a todos os tipos de gosto.

Com isso em mente, trago uma pergunta para vocês: quando você compra um console novo, você se pergunta quais seriam os jogos você deveria comprar ou jogar? Se sim, seus problemas terminaram (ou quase), pois irei dar meus dois centavos e dizer quais são os 10 jogos imperdíveis pra PS4 na minha humilde opinião.

Estão preparados? Então deslizem a página para o lado ou cliquem em “próximo” para conferir uma lista muito especial!

1. Infamous Second Son

Nada melhor do que uma boa história sobre alguém que não se encaixa pra mover um jogo incrível como este. Foto: Reprodução/Infamous Second Son

O protagonista da nossa história se chama Delsin Rowe e é um descendente de nativos americanos da etnia Akomish. Delsin está no auge da juventude e com ela vem a rebeldia que ele manifesta através de sua arte com graffiti — que rende pontos de karma e que é a maneira de o jogo julgar as suas ações e desenvolver a história —, além de repetidas prisões por vandalismo realizadas pelo seu irmão e xerife local Reggie.

O jogo de ação e aventura se passa num mundo aberto majoritariamente na cidade de Seattle, onde Delsin enfrenta as forças da D.U.P. com super-poderes misteriosamente adquiridos num encontro com um caminhão de prisioneiros depois de um acidente. Se você gosta de super-poderes, neon, gráficos lindos, personagens carismáticos e muita pancadaria, Infamous Second Son não vai te deixar na mão.

2. The Last of Us Remastered

É impossível não se emocionar com a história desses dois. Foto: Reprodução/The Last of Us Remastered

Se você não teve a oportunidade de jogar este jogo de ação e aventura que fechou com chave de ouro a geração passada para a Sony, não se preocupe: The Last of Us Remastered foi lançado para PS4 com um retoque a mais nos gráficos, que já eram lindos no PS3. A história gira em torno de Joel, um homem amargurado por conta da perda da filha na catástrofe que aflige o planeta e transforma grande parte da humanidade em uma espécie de zumbis cegos infectados por uma mutação do fungo Cordyceps.

Apesar de iniciar sua aventura com o estereótipo de lobo solitário e acompanhado quase a contragosto por Tess e Ellie, uma garota que Joel deveria supostamente ver apenas como uma “encomenda”, a relação de Joel e Ellie se aprofunda conforme a história se desenvolve, traumas e memórias são compartilhadas, obstáculos são superados e lentamente os dois constroem uma relação mais próxima de pai e filha.

The Last of Us Remastered tem uma ótima história e jogabilidade fenomenal que vale a pena colocar na lista. Ele ainda tem um modo multiplayer online com bastante ação para jogar com amigos e desconhecidos.

3. Persona 5

O visual dark e cheio de segredos se combina perfeitamente ao tema e à narrativa. Foto: Reprodução/Persona 5

Quem é fã já sabe que com Atlus e Persona não tem erro. A franquia de JRPG originada dos jogos Shin Megami Tensei sempre foi algo abaixo do radar para a maioria dos jogadores, mas finalmente explodiu e alcançou o patamar de RPG do ano no The Game Awards de 2017. A história gira em torno de um protagonista (Akira Kurusu no mangá e Ren Amamiya no anime e diversas outras versões da história) que deve ser nomeado por você assim como é padrão na franquia.

Esse protagonista está se mudando para a região de Tokyo nos dias atuais e é apresentado como um “garoto-problema”. A história gira em torno dos temas “prisão” e “a moralidade da lei”, que são amplamente explorados enquanto você desenvolve laços de amizade (ou algo muito além disso), que são sua principal forma de adquirir força para suas Personas — monstros controlados por você que aparecem num universo paralelo acessado pela primeira vez por acidente durante sua ida à escola e cujas suas ações influenciam no mundo real.

A única maneira de conhecer a fundo esse jogo incrível é jogando e no que depender da minha indicação ele vale cada centavo do seu suado dinheirinho.

4. God of War

Como ensinar calma e paciência pro garoto tendo o passado que teve, hein Kratos? Foto: Reprodução/God of War

Depois de matar praticamente toda a mitologia grega, a aventura do nosso velho conhecido Kratos agora se torna o jogo detentor do título de jogo do ano em 2018 em uma história completamente nova onde acompanhamos sua jornada em rumo ao desconhecido, tanto na mitologia nórdica quanto como no papel de pai do jovem Atreus.

God of War, assim como o nome sugere, é um recomeço para Kratos e um jogo em que vemos o contraste do homem raivoso e vingativo com o papel de pai (nem sempre) paciente e severo. A dinâmica do relacionamento de Kratos e Atreus lembra bastante o desenvolvimento de Joel e Ellie com o agravante de todo o passado de Kratos e da necessidade de passar toda essa experiência a Atreus, mesmo que de forma desajeitada e por muitas vezes brutal.

O jogo está disponível exclusivamente para PS4.

5. Spider-Man

Balançar nos prédios usando as teias é legal, mas essas transições do metrô são impagáveis. Foto: Reprodução/Spider-Man

Com sete indicações em diversas categorias no TGA 2018, Marvel’s Spider-Man chamou bastante a atenção dos jogadores mesmo com os concorrentes de peso que enfrentou. Apesar de não ter sido premiado em nenhuma das categorias, o jogo de ação e aventura é magnífico. Como não poderia deixar de ser, acompanhamos o cabeça de teia em Manhattan e precisamos ajudar nosso herói na difícil jornada contra o Rei do Crime e uma miríade de vilões do enorme panteão criado nas últimas décadas.

Além da ótima jogabilidade, que torna o combate divertido e variado, é possível encontrar novos uniformes e golpes especiais conforme avançamos no jogo. Há ainda funções exclusivas como maior furtividade, novos gadgets, missões em que se joga com a igualmente famosa Mary Jane e também com Miles Morales. Para aqueles que já acompanham os quadrinhos ou pessoas que não conhecem a história do herói e apenas querem um ótimo jogo, Spider-Man traz uma experiência muito satisfatória com exclusividade ao PS4.

6. Detroit: Become Human

Connor com o olhar perdido, difícil saber se é por conta dele ser artificial ou porque tá filosofando. Foto:Reprodução/Detroit: Become Human

Juntamente com o prêmio de jogo do ano no VGX de 2012, The Walking Dead abriu espaço pra jogos de múltipla escolha e finais variados que é o alicerce do jogo de aventura Detroit: Become Human. O game foi desenvolvido pela Quantic Dream, a mesma responsável por Heavy Rain e Beyond: Two Souls, e não poupou esforços e tecnologia para extrair o melhor do PS4.

O jogo se inicia com Connor, um dos “andróides” que fazem parte da narrativa do jogo chegando numa cena de crime, usando suas capacidades únicas para decifrar as pistas e salvar a refém.

Toda a narrativa é permeada pela indagação filosófica do valor de uma vida artificial, da moralidade humana e do limite da individualidade de seres artificiais com questões profundas sobre o que é ego e o que é código, o que é a vontade e o que é defeito ou o que significa a própria liberdade para seres construídos. É um ótimo jogo com tema filosófico em que suas escolhas importam e sua empatia será testada ao limite.

7. Shadow of the Colossus (2018)

Quando você precisa sair de fininho de algum lugar, mas alguém acordou. Foto:Reprodução/Youtube PlayStation

Como tudo que é bom deixa saudade e nem todo mundo teve a oportunidade de jogar o original, em 2018 a Sony lançou um remake do jogo de ação e aventura Shadow of the Colossus para PS4. O game teve uma boa recepção da crítica por ter trazido o clássico de volta com gráficos e jogabilidade novos, sem perder a essência do original.

Assim como no original, o protagonista, chamado apenas de Wander, adentra um território desconhecido carregando uma mulher nos braços. Logo depois de colocá-la no que parece ser um altar, o narrador do jogo esclarece que essa é uma terra proibida para os mortais e Wander começa a conversar com a voz chamada Dormin, após pedir pelo retorno da alma da mulher que trouxe em seus braços, Dormin explica que a condição é a destruição dos Colossi, que são os avatares dos ídolos nas paredes do templo, e sua jornada começa.

8. Horizon Zero Dawn

Um dos destaques de HZD certamante são as paisagens de tirar o fôlego. Foto: Reprodução/Horizon Zero Dawn

O RPG de ação desenvolvido pela Guerilla — estúdio de Killzone — e publicado pela Sony para PS4 se passa num futuro pós-apocalíptico em que a garota Alloy, considerada uma pária em sua tribo por não ter mãe e criada pelo atencioso tutor Rost, se torna uma caçadora e é incumbida com a missão de encontrar o culto que atacou sua tribo no dia do teste de valentes, uma espécie de teste de guerreiros da tribo Nora.

Agora sozinha num mundo dominado por máquinas, Alloy segue seu caminho em busca de respostas sobre seus aliados, seus inimigos, sobre o mundo em que vive e sobre si mesma. É uma jornada extremamente bem orientada num mundo aberto sensacional que possui uma variedade enorme de paisagens, climas, máquinas, tribos, histórias e missões nas quais você deve lutar com diferentes armas e contará com a ajuda de vários amigos que fará pelo caminho.

9. Uncharted 4

Tem horas que é difícil saber se você tá jogando ou assistindo a um filme. Foto: Reprodução/Youtube PlayStation

Depois de anos do lançamento do primeiro Uncharted, finalmente podemos acompanhar o final da jornada de Nathan Drake em Uncharted 4. O jogo de ação e aventura desenvolvido pela Naughty Dog encerra a quadrilogia de Nathan com uma busca pelo tesouro do infame pirata Henry Avery, o qual se acredita ter um valor aproximado de 400 milhões de dólares.

Em clima de encerramento, Drake terá de enfrentar não apenas as dificuldades decorrentes de uma aventura arriscada, mas também os conflitos que surgem do atrito de todos os relacionamentos que construiu ao longo do caminho. Uncharted 4 é um jogo fenomenal que traz cinemáticas incríveis e reúne as maiores vantagens da mídia videogame com uma narrativa espetacular digna de obras do cinema.

10. Bloodborne

Se você gosta de desafios e já terminou a franquia Souls, Bloodborne pode ser uma boa opção. Foto Reprodução/Bloodborne

Esse é o tipo de jogo que testa a determinação das pessoas. Produzido pela FromSoftware e exclusivo do PS4, esse RPG de ação criado aos moldes da franquia Souls nos coloca no papel do Caçador, um personagem que começa o jogo incubido da missão de desvendar os mistérios de Yharnam, o lar do “sacerdócio de sangue”.

Ao assinar o contrato (que serve como tela de criação do personagem), você recebe sangue por transfusão e perde a consciência. Depois de sonhos com criaturas horríveis, você acorda na clínica de Iosefka e sua jornada começa. Ainda sem arma nenhuma, você é atacado por um monstro e, ao morrer, acorda no “Sonho do Caçador”, um lugar que serve como uma espécie de origem onde você voltará para melhorar o personagem e seus equipamentos.

Se ficou curioso e acha que está à altura do desafio, então enfrente o mundo de Bloodborne e boa sorte!

11. Extras: Death Stranding

A única certeza que eu tenho é de que eu quero ver como esses traileres malucos vão se ligar na história. Foto: Reprodução/Youtube PlayStation

Como descrever Death Stranding? Isso é algo que é difícil até pra quem acompanhou a história desde o primeiro trailer de anúncio em que Norman Reedus aparece nu e desolado no meio de uma praia aparentemente encharcada de petróleo. Três anos e alguns trailers depois, sabemos que seu personagem se chamará Sam Bridges e trabalha como entregador num mundo aparentemente pós-apocalíptico em que a chuva é um perigo.

Para todos os fãs do trabalho de Hideo Kojima em Metal Gear que ficaram completamente desolados depois do anúncio do cancelamento de Silent Hills com a experiência indescritível de P.T., Death Stranding veio como um acalento ao coração misturado à ansiedade que finalmente terá fim no dia 8 de novembro deste ano de 2019 para PS4.

12. Ghost of Tsushima

Ghost of Tsushima, ainda sem data definida, chegará para conquistar todos os fãs de samurai do mundo gamer. Foto: Reprodução/Youtube PlayStation

Ano de 1274, período Kamakura no Japão, era de Samurais e Shoguns. Essa é a primeira informação que recebemos no trailer de anúncio de Ghost of Tsushima, jogo do mesmo estúdo de Infamous Second Son que promete muita ação e tensão em combates.

No vídeo de gameplay lançado em 2018, podemos conferir cenas com paisagens bucólicas e estonteantes, saque rápido de espada, golpes precisos, movimentação natural e momentos de ataques furtivos durante a tentativa de invasão mongol. Não sei se o jogo será historicamente acurado, mas as minhas expectativas como fã de história e cultura japonesa estão enormes, pois o jogo parece muito bom.

O jogo ainda não tem uma data de lançamento prevista, mas deve chegar em 2020 para PS4 — e, talvez, para PS5.

Por hoje, é isso. Se você tem mais sugestões de jogos, fique à vontade para conversar com outros apaixonados por videogames nos comentários e trocar recomendações. Queremos saber as suas listas de melhores jogos!