Durante a Brasil Game Show deste ano, visitamos a Avenida Indie e vimos muitos jogos promissores de estúdios independentes brasileiros. Desde jogos de terror, ação e RPGs, muitos games bem criativos estão sendo desenvolvidos ou já estão disponíveis para jogar.

Veja também:

O espaço da feira é perfeito para todos os entusiastas da indústria que querem conhecer um pouco mais sobre o processo de criação de um jogo e conversar diretamente com pessoas envolvidas com este universo. Ela é igualmente importante para os próprios estúdios, que conseguem contatos importantes para parceria e têm a oportunidade de apresentar seus projetos a um novo público.

Veja a seguir uma lista com as produções que você deve ficar de olho:

7171

O jogo 171 promete uma representação mais brasileira ao gênero de mundo aberto. Foto: Divulgação/Betagames group

O jogo 171 viralizou nas redes sociais há alguns anos com um vídeo demonstrando sua gameplay. A ambientação inspirada em periferias brasileiras chamou muita a atenção para game que foi batizado como “GTA brasileiro”. A Betagames Group levou uma versão pré-alpha para a BGS e mostrou um jogo bem poldio para os visitantes. O estúdio estava buscando feedback para lançar uma versão melhor no final do ano para seus apoiadores no Catarse.

Os desenvolvedores concederam uma entrevista ao The Squad, através da qual falam mais sobre as inspirações para o game, detalhes de enredo e previsão para data de lançamento. Enquanto isso, você pode acompanhar o progresso do jogo por meio do canal oficial no YouTube da Betagames Group, onde eles frequentemente postam atualizações sobre o desenvolvimento do jogo.

6Eternal Hope

Eternal Hope promete entregar puzzles criativos com uma narrativa simples, mas tocante. Foto: Divulgação/Double Hit Games

O estúdio curitibano Double Hit Games esteve presente na Brasil Game Show 2019 para apresentar o seu jogo Eternal Hope. O jogo abraça o estilo de plataforma 2D com puzzle e controlamos o protagonista Ti’bi, que se locomove através de dois mundos atrás de sua pessoa amada.

A estética preta e branco muito parecida com Limbo chama a atenção, mas com um diferencial: quando mudamos de “plano astral”, conseguimos ver o mundo em cores e assim enxergamos plataformas e itens que não podíamos ver onde estávamos anteriormente. Esta mecânica traz uma profundidade interessante ao gameplay e será bastante explorada durante a jogatina.

O game tem seu lançamento previsto para o primeiro semestre de 2020 e contará com versões para Xbox One e Steam.

5Samael

Focado mais em ambientes urbanos, Samael promete ser mais aterrorizador que seu predecessor. Foto: Divulgação/Dead Inside Studios

Samael é a continuação de Captive, jogo de escape da Dead Inside Studios. Lembrando a pegada do jogo anterior, Samael aumenta o terror de Captive e leva para um nível maior de medo. Baseado em jogos 2D de terror como The Witch’s House e Madfather, Samael traz mistério e tem mais espaço para ser explorado que o seu antecessor. O cenário é mais urbano e você deve resolver mistérios enquanto uma entidade lhe persegue.

O jogo tem lançamento previsto para meados de 2020.

4The Path of Calydra

A imagem pode conter: 1 pessoa, sapatos e área interna
Matheus é um garoto normal, mas que está prestes a conhecer um mundo nada normal. Foto: Divulgação/Finalboss

Do estúdio brasileiro Finalboss, The Path of Calydra é um jogo sobre a vida do menino Matheus e a descoberta de uma entidade ancestral Calydra — que dá nome ao jogo —, que incorpora a mochila do menino e concede poderes especiais a ele. Matheus é um garoto comum e muito inteligente, mas que sofre com bullying na escola. A visita desta entidade o ajudará tanto a entender melhor o seu mundo quanto o mundo surreal de Calysgore.

A jogabilidade deve lembrar uma diversidade de jogos, mas deve se aproximar com o que vemos em Darksiders e os antigos God of War. Há progressão ao liberar novas mochilas, dando novos poderes e mecânicas de gameplay — tais como flutuar, respirar debaixo d’água ou ter braços com uma espada gigante que ajudará com os desafios pela frente.

The Path of Calydra tem lançamento previsto para meados de 2020.

3Magnolia: Chronicles of the Nexus

Build jogável de Magnolia estava presente na BGS e era atualizada em tempo real com base no feedback dos visitantes. Foto: Reprodução/Instagram

A Bloody Moon Studios trouxe dois jogos bem distintos e interessantes para seu estande na BGS. O primeiro se chama Magnolia: Chronicles of the Nexus, um RPG de ação focado em um mundo de fantasia onde o jogador explorará a história deste mundo e a origem da magia. Inspirado em um livro que o diretor criativo do estúdio escreveu, Chronicles of the Nexus será o primeiro de dois jogos explorando este mundo.

Com uma jogabilidade inspirada por Dark Souls, o jogo contará com uma mecânica única de sazonalidade. A cada estação do ano, DLCs gratuitas serão lançadas para alterar a estação do própri jogo, influenciando o cenário, adicionando novas criaturas, itens, classes e quests. Magnolia será um jogo exclusivo da Epic Games Store e, por enquanto, não tem data de lançamento, mas terá seu beta fechado em dezembro.

2Death Whispers

Também da Bloody Moon Studios, Death Whispers é um jogo totalmente diferente de Magnolia. O carro chefe do estúdio é um jogo de terror psicológico situado em 1996, 10 anos após o acidente nuclear de Chernobyl. O jogador é um jornalista que recebe de um informante anônimo suspeitas de que a tragédia não foi um acidente. Em um bunker escondido da União Soviética, o jogador deve coletar evidências com sua câmera e descobrir o que realmente aconteceu.

Com elementos da cidade de Pripyat, na Ucrânia, Death Whispers traz uma ambientação fiel ao local devido ao extenso trabalho de pré-produção da equipe. Placas e pichações importantes estarão em ucraniano, mas serão traduzidas por legenda ao passar o mouse. Os desenvolvedores também afirmaram que haverá combate no jogo, mas que todo encontro com um inimigo representa um grande perigo para o jogador. Como Magnolia, Death Whispers será exclusivo da Epic Games Store e será lançado no primeiro semestre de 2020.

1Gravity Heroes

Arenas de tiro com muita ação em co-op com até quatro jogadores

Desenvolvido pela Studica Solution e Eletric Monkeys, Gravity Heroes fez seu retorno à Brasil Game Show. A premissa do jogo consiste em controlarmos diversos heróis que possuem o poder de mudar o curso da gravidade de seu próprio eixo.

O game possuí suporte para 4 jogadores localmente e possui um belíssimo visual pixel art, funcionando como um shooter 2D onde devemos derrotar hordas de inimigos para no final da terceira rodada derrotar um poderoso chefe.

O jogo tem previsão de lançamento para o primeiro semestre de 2020.

Este texto foi escrito de maneira colaborativa entre os redatores Gustavo Lima, Raul Vinícius e Luís Filipe, que visitaram os estandes das empresas citadas.