Início COBERTURAS Brasil Game Show BGS 2019: testamos Dreams, engine de criação do estúdio de Little Big...

BGS 2019: testamos Dreams, engine de criação do estúdio de Little Big Planet

Dreams, jogo da Media Molecule lançado para PlayStation 4 em formato Beta em 2018, estava com diversas experiências disponíveis durante a Brasil Game Show 2019 e pudemos testar mais desse promissor projeto da empresa de Little Big Planet.

Veja também:

Engine de desenvolvimento criativa e simplificada permite que jogadores botem seus sonhos e ideias em prática

Dreams se apresenta de forma confusa para aqueles que não o experienciam pessoalmente, mas, quando jogamos as criações, vemos o real potencial desse game que está anunciado desde a revelação do PlayStation 4 em 2013.

Através de um menu super intuitivo em que o sensor de movimento do DualShock 4 funciona como mira, foi possível experienciar diversos tipos de mini-games que foram criados a partir da engine de criação, que é o principal foco do jogo. Assim como os jogadores eram capazes de criar fases únicas e até mesmo modos de jogo em Little Big Planet, a ideia agora é criar produções únicas com as ferramentas necessárias para o desenvolvimento — e de maneira intuitiva.

Menu de criação

Um dos mini-games funcionava como um side-scrolling desenhado à mão no qual o personagem em forma de caixa não possuía pernas e se locomovia por impulsos. Conforme avançávamos, o personagem se desenhava e ganhávamos novas habilidades com isso.

Havia ainda um modo de futebol semelhantes ao Rocket League onde fazíamos gol com ovos gigantes e outro no qual passávamos por um percurso de alta velocidade em que o objetivo era chegar no menor tempo possível.

Diversos jogadores habilidosos já conseguem fazer trabalhos incríveis, tail como recriar cenas de jogos clássicos

Dreams é definido como um mundo em constante expansão. Ao mesmo passo em que é possível mergulhar nas experiências dos próprios desenvolvedores da Media Molecule, o jogo brilha ao permitir que jogadores do mundo inteiro deem vida às suas criações e compartilhem com a comunidade. Independente do fato de o jogador ter conhecimento com desenvolvimento de games, Dreams oferece tutoriais intuitivos para que qualquer um consiga criar e se divertir.

Pelo que foi possível experimentar na Brasil Game Show 2019, cada mini-game conta com um formato e objetivos completamente diferentes, mostrando o quanto que as ferramentas dão liberdade ao poder criativo dos jogadores.

Como o jogo está sendo produzido desde o anúncio do Playstation 4 e ainda não foi lançado, eu acredito que a Sony deva lança-lo no final do ano que vem simultaneamente para PlayStation 4 e PlayStation 5, pois, sendo uma ferramenta de criação tão completa e promissora, lançar apenas no final da vida útil de uma plataforma pode ser perda de potencial.

Raul Vinícius
Envolvido na industria dos jogos desde o berço, estudante de lingua coreana. Interessado em cinema, tecnologia e sobretudo games.

Clube Athletico Paranaense abre seletiva para time de VALORANT

A ideia é formar times masculinos e femininos.

CS:GO: MIBR se classifica para Fase 2 da CS_Summit 6 NA

MIBR teve uma série intensa contra a Triumph.

Brasileira Letícia Bufoni será skatista jogável em Tony Hawk’s Pro Skater 1+2

Novo vídeo destaca cenas de jogabilidade do remaster.

“Airdrop” do Android deve chegar em mais dispositivos

O recurso permite transferência de arquivos.