InícioGAMESBreath of the Wild 2: teorias sobre o novo game da série...

Breath of the Wild 2: teorias sobre o novo game da série Zelda

A E3 2019 trouxe uma das maiores surpresas do ano durante o Nintendo Direct especial da Big N: The Legend of Zelda: Breath of the Wild receberá uma sequência. Por enquanto, todos estão chamando o game de Breath of the Wild 2. Esta prática não é muito comum na franquia, mas a excelente recepção do último game despertou o desejo de visitar aquela Hyrule mais uma vez.

The Legend of Zelda: Breath of the Wild foi o jogo de lançamento do Nintendo Switch que fez todos os jogadores olharem para a Nintendo mais uma vez. Depois de um tempo nebuloso com o controverso Wii U, a Nintendo trouxe renovação para uma de suas maiores franquias.

Breath of the Wild traz exploração em mundo aberto como nunca antes vista na série, deixando o jogador explorar todos os cantos de Hyrule sem amarras, sendo a unica real limitação a criatividade e habilidade do jogador quanto às mecânicas e ferramentas do jogo.

A Hyrule de Breath of the Wild é gigantesca e reserva surpresas em cada canto. Foto: Divulgação/Nintendo

Nesta sequência, que ainda não tem uma data de lançamento e nem um título definido, provavelmente vamos acompanhar consequências do que rolou no último jogo e esclarecer alguns mistérios.

(ALERTA DE SPOILER)

Como já citado no compendium de Breath of the Wild, o Calamity Ganon é forçado a lutar com Link e Zelda na sua forma incompleta, somente como a manifestação da pura maldade. Já no teaser da sequência, vemos Link e Zelda, provavelmente nas catacumbas do castelo de Hyrule, à procura da fonte de energia maligna que flui do chão.

Trailer de Breath of the Wild 2 tem pistas do que pode motivar nova jornada. Foto: Divulgação/Nintendo

Uma mão de energia que segura o corpo do vilão já não parece mais eficaz e a criatura acorda. Em meio a flashes de várias cenas, tal como a de Zelda caindo em um buraco, a energia que aprisiona o corpo da criatura — que provavelmente é Ganondorf — se apodera do braço de Link. Será que teremos um grande foco no braço do Link como mecânicas de magia ou manipulação de energia?

Princesa Zelda aparece de cabelo curto e fãs suspeitam que ela pode ser jogável. Foto: Divulgação/Nintendo

Outro ponto que chama a atenção dos fãs é o fato de a Princesa Zelda estar de cabelo curto. Muitas pessoas alegam que essa decisão de design seria para poder animá-la mais facilmente de modo a deixá-la jogável na nova aventura. Naturalmente, muitos fãs se pronunciaram a favor pelas redes sociais e mostraram o quanto gostariam de jogar com a princesa.

Por enquanto, só podemos especular sobre essa sequência que ninguém imaginava que poderia existir. Quais são suas teorias?

O vídeo de anúncio pode ser conferido a seguir:

Raul Vinícius
Envolvido na industria dos jogos desde o berço, estudante de lingua coreana. Interessado em cinema, tecnologia e sobretudo games.