Em uma transmissão nesta terça-feira (15), a desenvolvedora de Cyberpunk 2077 apresentarou ao público as novidades da mais recente atualização jogo, o patch 1.5. Dentre diversas melhorias e pacotes de conteúdo, a aguardada versão da nova geração foi anunciada e oficialmente lançada. O upgrade é gratuito e pode ser feito ao acessar a loja manualmente, no caso do PS5, ou por meio da tecnologia Smart Delivery aplicada nos consoles Xbox Series X/S. O lançamento das novas versões havia sido vazado pela própria loja do Xbox na segunda-feira (14) e já estava na database do PS5 desde 30 de janeiro.

Veja também:

Após lançamento conturbado e uma série de atrasos, Cyberpunk 2077 chega oficialmente à nova geração de consoles. Foto: Divulgação/CD Projekt Red

Night City em alta resolução

Com aperfeiçoamentos gráficos, as versões de PS5 e Xbox Series X chegam com duas opções aos jogadores: Modo Desempenho e Modo Ray Tracing, ambos com resolução 4K dinâmica. O primeiro garante 60 fps com “pequenas quedas ocasionais” e o segundo limita-se a 30 fps, mas inclui a almejada tecnologia de reflexos e sombras realistas. Já o Xbox Series S possui apenas a opção de rodar o jogo a 30 fps, priorizando uma resolução dinâmica de 1440p e sem Ray Tracing.

É possível realizar a transferência de seu save da versão de PS4 e Xbox One para as novas. Nos consoles da Microsoft, isso acontece de forma automática desde que os dados já estejam no console. No PS4, é necessário fazer o upload de uma (e apenas uma) save file e resgatá-la no PS5. Caso o usuário tenha jogado a versão de PS4 no PS5, o console deve ler automaticamente e nenhum processo externo é necessário.

Juntamente às versões novas, os jogadores de PS5 e Xbox Series X/S podem baixar um teste gratuito de Cyberpunk 2077. Esse teste ficará disponível para download até o dia 15 de março e tem duração total de cinco horas, permitindo que o usuário mantenha o progresso caso decida adquirir o jogo posteriormente.

Abaixo, você confere mais detalhes de alguns dos principais conteúdos do patch 1.5:

Siga o The Squad no Twitter e fique por dentro das novidades!

https://cdn-l-mkt.cdprojektred.com/image/CP2077_infographics-1_PT-BR_43phbbz4el3totb0.jpg
Melhorias detalhadas do patch 1.5, que chega para todas as plataformas. Reprodução / CD Projekt Red

Apartamentos, armas e novos penteados

As três principais adições ao jogo foram descritas pelos responsáveis da CD Projekt Red como “DLCs”, apesar de serem mecânicas já incluídas na atualização. Não é a primeira vez que o estúdio tenta empurrar conteúdo já presente no jogo e classificá-lo como DLC para promover a capacidade de disponibilizar conteúdo gratuito. Em The Witcher 3, a empresa cortou diversas missões e cosméticos para anunciá-los como DLCs gratuitas que viriam após o lançamento.

A primeira novidade fica por conta de duas armas de energia, Guilhotina e Umbra, disponíveis na loja de armas próxima ao apartamento inicial do jogador (Loja do Wilson). Junto das armas, um sistema de estoque dinâmico dos vendedores também faz presença, com estoques que mudam a cada 24h e se alternam entre si.

A segunda novidade permite aos usuários alterar a aparência dos personagens por meio dos espelhos espalhados pelas casas e apartamentos considerados seguros. As alterações limitam-se a cabelo, maquiagem e outros detalhes, não incluindo mudanças físicas de corpo, por exemplo.

A última grande novidade é a implementação de apartamentos para compra. São quatro no total, com preços que variam de 15 mil a 55 mil. Cada um fica em um canto da cidade e é único, com interações, bônus e estilos diferentes. Todos os apartamentos, incluindo o inicial, compartilham um estoque de armas e equipamentos.

Além das três “DLCs” descritas, a transmissão incluiu inúmeras melhorias, das quais as seguintes merecem certo destaque:

  • Rejeitar ligações: dá não só pra rejeitar, mas também pra interagir com os NPCs por mensagem de forma mais natural;
  • Economia rebalanceada: mais dinheiro como recompensa de missões e itens gerais mais baratos (incluindo os carros, ainda bem!);
  • Sistema de habilidades refeito: novas habilidades adicionadas, incluindo um arremesso de facas, e algumas retiradas. Todos os pontos de habilidade devem ser realocados;
  • Direção aprimorada: melhorias na direção de carros e motos, com adição no famoso “zerinho”. Os pneus que se cuidem, ainda mais com os carros mais baratos;
  • Pedestres e trânsito reativo: o mundo agora reage de forma um pouco mais coerente às ações. Atire pro alto e pedestres podem sair correndo ou começar a atirar de volta em você. Já os motoristas podem se assustar e começar a dirigir em pânico pela cidade, infligindo todas as leis e tentando fugir;
  • Mapa repaginado: novos ícones, novas cores e novos filtros. O mapa do Cyberpunk era confuso e ruim, agora ele é só ruim mesmo. Tá bem mais fácil de ver o que é cada atividade.