Início REVIEW

DNF Duel é um jogo de luta ótimo com um preço péssimo

Sem crossplay e com conteúdo single-player raso, DNF Duel repete erros clássicos dos jogos de luta que pesam na balança na hora da compra

Após muita espera, DNF Duel finalmente está próximo do seu lançamento. Publicado pela coreana Nexon, o jogo se passa no universo da série de RPG Dungeon Fighter Online e prova mais uma vez que a Arc System Works (responsável por Guilty Gear: Strive e Dragon Ball FighterZ) sabe muito bem desenvolver um jogo de luta que misture uma gameplay criativa e divertida com visuais lindos.

Aqui no The Squad, tivemos a oportunidade de testar a versão final de DNF Duel antecipadamente e você confere, nas linhas a seguir, o review completo do game. Vale lembrar que o jogo tem lançamento agendado para 28 de junho com versões para PlayStation 4, PlayStation 5 e PC (Steam). Na plataforma da Valve, o jogo sai por R$ 199,90 em sua edição padrão. Nos consoles, o preço ainda segue um mistério.

Veja também:

DNF Duel é novo jogo de luta da Arc System Works para consoles PlayStation e PC. Foto: Reprodução/Matheus Shimokawa

História simples e esquecível

Embora seja pouco conhecida no Brasil, a série de RPG Dungeon Fighter Online tem 17 anos de história e mais de 850 milhões de jogadores registrados no mundo todo de acordo com a própria publicadora — que é um número que espanta bastante. Apesar disso, DNF Duel não faz muito esforço para introduzir os iniciantes a este universo e traz um conteúdo offline bastante raso, mesmo se comparado a outros jogos de luta.

Vamos começar com os modos mais básicos: Arcade e História. O primeiro se resume à fórmula mais básica possível, em que é preciso derrotar oito adversários e buscar uma pontuação alta. Infelizmente, não há finais para os personagens e nem quaisquer tipos de recompensas relevantes.

Já o segundo consiste basicamente em uma breve introdução aos personagens do elenco e ao universo onde que vivem. Cada lutador selecionável possui uma história com nove capítulos e oito lutas — sendo a última sempre contra o chefe do jogo, o “Lost Warrior”, que se torna jogável após derrotá-lo.

Cada personagem apresenta imagens estáticas com diálogos inteiramente dublados nas linguagens disponíveis pelo jogo e leves interações entre si. Vale ressaltar que o jogo não tem suporte ao português do Brasil, havendo como opções apenas o inglês, japonês, coreano e mandarim.

A história dos personagens é bem simples e nada de muito interessante, cada uma conta um pouco sobre quem são e o motivo de estarem lutando, acabam sendo mais uma introdução à personalidade e jeito de cada um deles. Isso faz com que a história de DNF Duel seja bem simples e totalmente esquecível.

Siga o The Squad no Twitter e fique por dentro das novidades!

Os personagens de DNF Duel são representações das classes do RPG original. Foto: Reprodução/Matheus Shimokawa

Ótima experiência online

Nos últimos anos, ficou bem claro que um ambiente online consistente é importantíssimo em jogos de luta, e DNF duel mostra que reconhece isso graças ao seu netcode de rollback. Essa tecnologia tem sido uma demanda cada vez mais recorrente da comunidade desde o início da pandemia, já que os encontros offline acabaram sendo impossibilitados.

DNF Duel conta com uma experiência online incrível, e isso já foi possível atestar desde os seus testes Beta. Agora, com a versão completa, testei a conexão com pessoas de várias regiões e todas funcionaram muito bem, até mesmo com pessoas de outros países. O jogo também conta com partidas ranqueadas e salas casuais, com estações de fliperama, para conhecer gente nova ou jogar com amigos.

No entanto, o crossplay acabou ficando de fora e isso é algo que deve pesar na decisão de compra. A comunidade de DNF Duel será dividida entre plataformas, e o preço nada acessível por aqui deve dificultar que os jogadores encontrem outros brasileiros nas filas.

Siga o The Squad no Twitter e fique por dentro das novidades!

DNF Duel traz belos visuais e gameplay acessível para iniciantes no gênero de jogos de luta. Foto: Reprodução/Bruno Magalhães

Visuais incríveis e acessibilidade

Seguindo o exemplo de jogos da Arc System Works, DNF Duel traz gráficos com estética em anime que saltam aos olhos. A técnica utilizada pela empresa chama a atenção por utilizar modelos tridimensionais, mas com quadros de animação trabalhados cuidadosamente para dar uma impressão de que são um desenho animado. Essa tradição da empresa vem desde Guilty Gear XRD SIGN, de 2014.

O resultado é um verdadeiro espetáculo visual, e deixa claro como a Arc System Works é referência neste estilo de arte. Não é à toa que ela tem sido a escolha de publicadoras para trabalhar com propriedades intelectuais de terceiros, como vimos também em Granblue Fantasy: Versus.

Por falar em Granblue Fantasy: Versus, DNF Duel também busca inspiração nos seus controles mais acessíveis, mas dá passos além. Com o pressionar de apenas um botão e com os direcionais, os jogadores mais casuais podem fazer golpes bonitos e extravagantes na tela. Há ainda um botão único para o super especial, que pode ser utilizado apenas quando a vida do jogador estiver no fim.

Já os jogadores veteranos podem optar pelos comandos tradicionais, que têm inputs mais complexos de especiais. Como recompensa, eles otimizam o gasto de MP, que é necessário para fazer os golpes mais poderosos durante as partidas. A impressão que dá é que DNF Duel foi pensado para os controles convencionais, como o DualShock ou DualSense, pois é realmente confortável de controlar os personagens.

Siga o The Squad no Twitter e fique por dentro das novidades!

As partidas de DNF Duel são intensas graças aos seus efeitos especiais extravagantes e golpes de longo alcance. Foto: Reprodução/Matheus Shimokawa

Elenco genérico, mas com um charme

Uma das melhores e mais interessantes coisas do game é seu elenco que, apesar de ser composto por classes genéricas de Dungeon Fighter, consegue ser muito carismático. O jogo conta com 16 personagens no total, os quais são inspirados nas classes do RPG de ação. A diferença é que o design passou por atualizações e isso dá ainda mais personalidade aos lutadores.

Mesmo sendo tratados como classes genéricas, os lutadores ficaram muito bem retratados no universo do game, com visuais lindos e gameplay muito divertida. Cada um possui jeitos únicos e divertidos de jogar, dando bastante variedade de gameplay. Apesar das expectativas, conteúdos extras ainda não foram confirmados pela publicadora.

Conclusão

DNF Duel é definitivamente um ótimo jogo de luta. O jogo traz visuais de altíssima qualidade, é simples de se jogar e muito divertido em gameplay, porém seu conteúdo extremamente raso não justifica o preço altíssimo que está sendo cobrado. O jogo sofre demais em questão de conteúdo offline, e o seu modo história, que é fraquíssimo, acaba sendo a coisa mais interessante que tem a oferecer.

Essa é a primeira experiência da Nexon ao vender um jogo nesse estilo de mercado, então só podemos esperar que ao longo do tempo a empresa comece a se adaptar e melhore a experiência para os jogadores. Não há nada que justifique a urgência para comprar no lançamento, então recomendamos ficar de olho em alguma boa promoção no futuro.

O jogo foi testado no PC (Steam) e a cópia foi fornecida pela assessoria de imprensa para review.

PRÓSCONTRAS
Visuais lindosHistória fraca e esquecível
Gameplay divertidaPouco conteúdo offline
Online de qualidadeAusência de crossplay
Fácil de aprenderPreço alto

SEM COMENTÁRIOS

Sair da versão mobile