A atriz Gina Carano, que interpreta a personagem Cara Dune na série The Mandalorian, foi demitida da LucasFilm e não retornará mais para nenhuma produção do universo Star Wars. O desligamento aconteceu na quarta-feira, dia 10 de fevereiro, logo depois da artista ter utilizado suas redes sociais para comparar a perseguição dos judeus durante a Alemanha Nazista às críticas feitas ao partido republicano dos EUA.

Veja também:

gina carano
Gina Carano é demitida da LucasFilm. Foto: Reprodução/Disney+.

Depois de ter feito este publicação, a #FireGinaCarano (demita Gina Carano, em uma tradução livre) se tornou um dos assuntos mais comentados nas redes sociais, em que os fãs pediam a remoção dela de qualquer produção de Star Wars, que prega justamente o contrário do que ela apoia. A postagem não está mais no ar, mas várias pessoas tiraram um print e começaram a compartilhar.

Siga o The Squad no Twitter e fique por dentro das novidades!

Não demorou muito tempo e a LucasFilm deu uma declaração informando que a atriz não está veiculada com o estúdio. Além disso, a agência UTA, que cuida da carreira de Gina, informou que não irá mais trabalhar com ela.

“Gina Carano não está mais empregada na LucasFilm e não há planos para ela estar no futuro. Suas postagens nas redes sociais denegrindo as pessoas com base em suas identidades culturais e religiosas são abomináveis e inaceitáveis”, disse a LucasFilm em comunicado.

Antes do ocorrido, era esperado que a atriz retornasse para a série Rangers of the New Republic, novo seriado de Star Wars anunciado durante o Dia dos Investidores da Disney, interpretando novamente Cara Dune.

Por fim, esta não é a primeira vez que Gina Carano se envolve neste tipo de polêmica. Em novembro de 2020, ela fez alguns twetts zombando do uso obrigatório de máscara durante a pandemia do coronavírus, além de insinuar que houve fraudes durante a eleição presidencial dos EUA.