Início TECH

Google ameaça interromper o funcionamento do buscador na Austrália

A link to Google's proposal to a workable news code on the company's homepage, arranged on an iPhone in Sydney, Australia, on Friday, Jan. 22, 2021. Google threatened to disable its search engine in Australia if its forced to pay local publishers for news, a dramatic escalation of a months-long standoff with the government. Photographer: David Gray/Bloomberg via Getty Images

A Austrália está criando uma nova lei que obriga o Google a pagar todos os veículos de mídia pelas notícias que forem veiculadas pela plataforma. Isso incluiria resultados de buscas na página do Google e é algo completamente insustentável para a empresa e que inviabilizaria o serviço imediatamente. Caso a lei se concretize, a empresa não vê outra resposta se não suspender o buscador no país.

Veja também:

Em breve, esse link do Google que é tão conhecido no mundo todo pode dar em lugar nenhum na Austrália. Foto: Reprodução/CNN

“Se essa versão do projeto de lei virar lei, ela não nos daria escolha além de parar de disponibilizar a busca do Google na Austrália”, disse a Vice-Presidente do Google da Austrália e Nova Zelândia, Mel Silva, ao comitê de legislação econômica do senado do país.

O primeiro ministro da Austrália, Scott Morrison, encarou o anúncio como uma ameaça. “A Austrália faz as próprias regras sobre as coisas que você pode fazer em nosso país. Isso é feito no nosso parlamento. É feito pelo nosso governo. E é assim que as coisas funcionam aqui na Austrália”.

Siga o The Squad no Twitter e fique por dentro das novidades!

Sabe todas as coisas que só acontecem na Austrália com processos enormes e burocracias infindáveis? Geralmente a culpa é do ACCC. Foto: Reprodução/Sydney Criminal Lawyers

Mel Silva explicou que o Google não teria problema em pagar por conteúdo mostrado no Google News como já faz em alguns países como Alemanha, Brasil e na própria Austrália. A empresa também recebeu apoio de nomes históricos da internet como Sir Tim Berners-Lee, criador da worldwide web, e Vint Cerf, outro fundador da internet que ajudou a criar o protocolo TCP/IP.

A ACCC, agência reguladora do governo federal australiano e criadora do projeto de lei, bateu de frente não apenas com o Google, mas também com o Facebook, que disse que, no caso da lei ser aprovada, também irá parar de entregar notícias no país. A Austrália é um país que constantemente tem problemas com regulação, então resta torcer que isso não acabe tornando o país em uma outra ilha separada da internet.

SEM COMENTÁRIOS

Sair da versão mobile