Início TECH

NVIDIA compra Arm por 40 bilhões de dólares

A NVIDIA surpreendeu a todos quando na noite deste domingo (13) e anunciou a compra da Arm, mundialmente conhecida por sua arquitetura de processadores que segue em franca expansão. O anúncio foi feito por meio de um comunicado de imprensa no próprio site da NVIDIA e na sua conta oficial do Twitter (@nvidia).

Veja também:

Um resumo em tópicos no início do pronunciamento diz que:

  • A NVIDIA irá unir sua liderança em inteligência artificial com o vasto ecossistema de computação da Arm para levar inovação a todos os consumidores;
  • Manterá e expandirá presença das instalações de P&D da Arm em Cambridge, Reino Unido, criando um centro referência mundial de pesquisa além de construir um supercomputador de IA com base nas tecnologias das duas empresas para pesquisas;
  • Continuará com a política de licenciamento aberto da Arm, além da neutralidade em relação a clientes, e também expandirá o portfólio de propriedade intelectual da Arm com tecnologias da NVIDIA;
  • Arm irá aderir às políticas financeiras e de investimentos da NVIDIA;
  • Valor de US$ 40 bilhões será alcançado por meio de uma combinação de ações da NVIDIA e dinheiro.
Imagine um futuro console com processador Arm e gráficos NVIDIA. Seria uma mudança interessante de observar. Foto: Reprodução/World Today News

Essa fusão traz a NVIDIA de volta à competição no segmento de processadores iniciado pelo NVIDIA Tegra e pode ter um impacto profundo em segmentos como “[…] computação na nuvem, smartphones, PCs, carros autônomos, robótica e Internet das Coisas, além de expandir a computação com IA para todos os cantos do planeta”.

Siga o The Squad no Twitter e fique por dentro das novidades!

Essa é uma negociação de alto nível e quem já está acostumado a essas grandes fusões do mundo da tecnologia deve saber que não se trata apenas de concluir o negócio, mas também de receber o aval dos órgãos reguladores em todos os continentes e áreas de atuação das duas empresas. Fico imaginando o que essa fusão significará para AMD e Intel no futuro.

SEM COMENTÁRIOS

Sair da versão mobile