Uma das novidades do PlayStation 5 (PS5) é a PlayStation Plus Collection, um benefício atrelado à assinatura PS Plus que concede acesso a 20 títulos renomados da geração do PS4. Esses jogos podem ser resgatados apenas no console de nova geração, porém algumas pessoas viram uma oportunidade de lucrar em cima da oferta e começaram a “vender” o acesso à biblioteca. Vale ressaltar que essa prática é uma violação dos termos de uso e, como resposta, a Sony começou a banir os jogadores que praticam este ato.

Veja também:

playstation plus collection
A PlayStation Plus Collection é um benefício aos assinantes da PS Plus apenas no PS5. Foto: Divulgação

Há vários relatos sobre a prática em diferentes países, incluindo o Brasil. Algumas pessoas chegaram a oferecer o “serviço” através do Facebook por aproximadamente R$ 20, enquanto outros simplesmente compartilharam o acesso com amigos que ainda não tenham o novo videogame.

A punição provém de um sistema automático de detecção contra fraudes da Sony e a empresa ainda não se posicionou sobre o caso. Isso significa que ainda não está claro se o banimento é garantido para aqueles que compartilharam a bibilioteca com uma quantidade pequena de contas.

Entre os títulos ofertados pelo benefício, estão exclusivos como God of War, Uncharted 4: A Thief’s End, Days Gone e Bloodborne. Há ainda grandes nomes third-party, incluindo Crash Bandicoot N. Sane Trilogy, Persona 5 e Monster Hunter World.

Siga o The Squad no Twitter e fique por dentro das novidades!

PlayStation Plus Collection
A PlayStation Plus Collection reúne 20 jogos marcantes da geração do PS4. Foto: Divulgação

Como funciona o esquema?

Em resumo, uma pessoa que tenha o PS5 cobra para entrar na conta do interessado e resgatar os jogos da PlayStation Plus Collection individualmente. Assim, quando a conta for devolvida, será possível baixar todos os jogos no PS4, desde que haja uma assinatura PS Plus em andamento.

Naturalmente, a situação ficou fora do controle e chegou ao ponto em que um único console chegou a conceder acesso a 50 contas diferentes de várias regiões. De acordo com a Sony, quando isso acontece, duas punições vêm à tona: a primeira é o banimento temporário das contas ativadas, que dura em torno de 2 meses segundo relatos; já a segunda, que é bem mais drástica, consiste no banimento permanente da máquina, já que a companhia entende que o esquema é uma violação dos termos de uso.

No segundo caso, é impossibilitado o acesso às funções online do videogame, incluindo o download de novos conteúdos. Isso significa que, caso o PlayStation 5 seja a Edição Digital, ele será praticamente inutilizado.