A Twitch, principal plataforma de transmissão ao vivo com foco em games, anunciou na noite desta quarta-feira (6) a remoção do “PogChamp” do seu catálogo de emotes. Segundo a empresa, a decisão foi tomada após o responsável pela face no mundo real, Ryan “Gootecks” Gutierrez, encorajar mais violência no Capitólio, nos Estados Unidos, que foi invadido por partidários de Donald Trump durante sessão plenária que certificaria o presidente eleito Joe Biden.

Veja também:

pogchamp
Gootecks, a face de PogChamp, é alvo de críticas após incentivar violência no Capitólio, nos Estados Unidos. Foto: Reprodução

“Tomamos a decisão de remover o emote PogChamp devido a declarações da sua face encorajando mais violência após o que aconteceu no Capitólio hoje”, escreveu o perfil oficial da plataforma no Twitter. “Queremos que o sentimento e uso do ‘Pog’ continue – seu significado é muito maior do que a pessoa retratada ou a imagem em si – e tem um importante papel na cultura da Twitch. No entanto, não podemos, em sã consciência, continuar a permitir o uso desta imagem”, concluiu.

Siga o The Squad no Twitter e fique por dentro das novidades!

Conhecido pela sua atuação no cenário competitivo de Street Fighter, Gootecks utilizou seu perfil pessoal para questionar se haveria mais “agitação civil” após uma mulher que participava do ataque morrer por ter sido baleada no peito, segundo reporta o UOL, ou se “sua morte teria sido em vão”. A personalidade também publicou um vídeo explícito que mostra o momento exato em que ela é atingida, acrescentando que “ela deu sua vida pelo nosso país”.

Em questão de minutos, várias personalidades e produtores de conteúdo rebateram a opinião de Gootecks e anunciaram que baniriam o emote PogChamp dos seus respectivos canais, além de pedirem à própria Twitch para que alguma medida fosse tomada.

Embora não seja mais possível utilizar o emote que se tornou uma marca na plataforma, a Twitch trabalhará com a comunidade para substituir o antigo PogChamp ao mesmo tempo em que representa os momentos de “hype” que acontecem nas transmissões ao vivo. Até o momento, não há maiores detalhes de como isso será feito.