Quando falamos de jogos de corrida, títulos consagrados como Need For Speed, Forza e Gran Turismo são os primeiros que vêm à cabeça. Mas quem jogava Super Nintendo com certeza vai se recordar de passar muito tempo nas pistas de Top Gear. E é na simplicidade da jogabilidade e da arte gráfica de Top Gear que os brasileiros da Aquiris Game Studio apostaram para produzir Horizon Chase Turbo. Já adianto que o jogo deu tão certo que foi o primeiro título brasileiro a ser comercializado em mídia física pela Sony! Além do PlayStation 4, o jogo também está disponível na Steam, Nintendo Switch e Xbox One.

Jogabilidade

Um ponto positivo deste jogo é a jogabilidade fácil de ser dominada por qualquer pessoa. As preocupações do jogador estão em acelerar, frear, usar o nitro, fazer curvas e desviar de objetos. Simples e prático!

Mas não se engane: em alta velocidade, é fácil bater na traseira de adversários ou em placas e árvores, fazendo com que você perca várias posições.

Gráficos

À primeira vista, os gráficos são simples e o jogo é muito bonito e colorido, as pistas são decoradas e o plano de fundo é temático de acordo com o país no qual ocorre a corrida. Todo o ambiente é muito bem construído, melhorando ainda mais a experiência de jogo.

Momento da largada!

Quanto aos carros, é possível escolher qual modelo será utilizado em cada corrida e cada um tem atributos diferentes, tais como velocidade máxima, aceleração e controle nas curvas. O jogo conta com 34 veículos no total, sendo que apenas dois são liberados no começo e os demais são desbloqueados conforme o jogo avança. Após a escolha do modelo, é possível também escolher a cor que mais agradar.

É possível escolher entre diversas cores para os carros disponíveis.

Modos de jogo

O Horizon Chase Turbo oferece quatro tipos de modalidades diferentes: World Tour, Torneio, Playground e Resistência.

No World Tour, o jogador disputa um campeonato no mundo todo. Começando nos Estados Unidos da América, passa pelo Chile, Brasil, Japão, Havaí, Grécia e diversos outros países, totalizando mais de 100 pistas com cenários diferentes entre si, característicos de cada país. No Brasil, as corridas ocorrem em três cidades: Brasília, onde é possível ver a a ponte Juscelino Kubitschek, a Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida e o letreiro que diz Eu Amo Brasília; em Niterói, que destaca o Museu de Arte Contemporânea, a Ponte Rio-Niterói, o Pão de Açúcar e o Cristo Redentor; e Salvador, onde é possível identificar o Pelourinho, o Farol da Barra e o Elevador Lacerda.

Corridas no Brasil. Brasília no canto superior esquerdo e no sentido horário: Niterói na chuva, pelourinho em Salvador e Niterói ensolarada.

Para mudar de país, é necessário atingir uma pontuação que depende de alguns fatores, incluindo colocação do jogador em cada corrida, a quantidade de combustível ao cruzar a linha de chegada e quantos tokens o jogador consegue coletar. Ficando em primeiro e coletando todos os tokens, é desbloqueado um super troféu para esta corrida, que rende mais pontos.

Cada país possui uma corrida de melhoramento, na qual o jogador deve terminar em terceiro lugar (pelo menos) para escolher um item que aprimora algum aspecto do carro.

Já no modo Torneio, o campeão é aquele que acumular mais pontos nas etapas, que são disputadas nos diversos países. Neste modo de jogo, ainda é possível escolher a dificuldade das corridas entre amador, normal e expert.

O modo Resistência é liberado somente após vencer o World Tour ou todos os torneios. Como indica o nome, é um campeonato mais longo no qual o jogador escolhe doze pistas para competir pela premiação, que é um carro especial.

No modo Playground, o jogador corre em uma seleção de corridas por um tempo limitado com algumas variações de regras, que são diferentes em cada desafio. É uma forma interessante de dar sobrevida ao game, mesmo após aproveitar todos os modos anteriores.

Pistas disponíveis na Califórnia e três melhorias disponíveis para escolha após vencer os oponentes na pista Vale da Morte

Dificuldade

Eu particularmente prezo muito pela dificuldade de um jogo e estranhei quando não vi a opção de escolha na tela inicial. Porém, logo percebi que o jogo começa fácil, mas, conforme você se acostuma com a jogabilidade, a dificuldade aumenta com a progressão e fica cada vez mais difícil ganhar a medalha de ouro.

Trilha sonora

O autor da trilha sonora é Barry Leitch, que é o responsável por músicas de mais de 100 jogos, incluindo Top Gear. O seu envolvimento faz com que o jogo tenha um peso nostálgico sobretudo nos fãs brasileiros, mesmo consistindo em uma propriedade intelectual inédita.

Só de ouvir a trilha sonora, dá vontade de acelerar o máximo possível! É possível escutar as músicas do game na playlist do Spotify.

Multiplayer

Foi aqui que encontrei o único ponto negativo do jogo.

No modo multiplayer, é possível jogar em 4 pessoas dividindo a tela, mais uma vez lembrando como eram os jogos antigamente e garantindo muita diversão.

Modo multiplayer conta com tela dividida para jogar em até 4 jogadores. Imagem: Aquiris/Divulgação

No entanto, a opção de multiplayer online consiste em uma disputa contra um oponente fantasma que pode representar você mesmo, seu amigo ou algum outro corredor de qualquer lugar do mundo, na busca pelo melhor tempo. Senti falta de uma corrida “de verdade” onde os jogadores dividem a mesma pista online.

Veredito

Horizon Chase Turbo é um jogo maravilhoso para quem gosta deste estilo descompromissado. As músicas em combinação com o cenário e jogabilidade dão uma sensação incrível de nostalgia e é impossível não lembrar de Top Gear.

Mas enquanto Top Gear é um sucesso no Brasil e esquecido no resto do mundo, Horizon Chase Turbo já está disponível em diversas plataformas e com excelentes avaliações. O que reforça ainda mais o belo trabalho dos desenvolvedores da Aquiris

Com isso, deixo aqui meus parabéns para a Aquiris. É um orgulho ter um jogo brasileiro tão bonito e cativante. Com certeza indico para todos os amantes de jogos de corrida.

A cópia do jogo foi cedida pela desenvolvedora para a produção de review