Há mais de um ano, Streets of Rage 4 chegava ao mercado para transportar com maestria a fórmula de “briga de rua” que marcou os arcades ao mercado atual. Agora, o jogo dos talentosos estúdios Dotemu, Guard Crush e Lizardcube recebeu o conteúdo adicional “O Pesadelo de Mr. X” em comemoração à marca de 2,5 milhões de cópias vendidas e que complementa sua experiência com novos personagens (Estel, Shiva e Max), modos jogáveis e opções de customização.

O The Squad teve acesso antecipado ao DLC e destaca, nas linhas a seguir, os pontos positivos e negativos d’O Pesadelo de Mr. X em Streets of Rage 4, que chega ao PC, PS4, Xbox One e Nintendo Switch nesta quinta-feira (15).

Veja também:

streets of rage 4
O Pesadelo de Mr. X traz novos personaagens jogáveis em SoR 4, incluindo Shiva. Foto: Reprodução/Bruno Magalhães

Gameplay expandido

Um dos principais holofotes do DLC é o seu modo de Sobrevivência inédito, que bebe da fonte do gênero Roguelike para guiar o jogador por cenários aleatórios e cada vez mais intensos para derrotar hordas de inimigos. Ao fim de cada rodada, é possível escolher uma melhoria para o personagem, que pode ter a ver com acréscimo de dano, velocidade, recebimento de uma arma especial, salto duplo e muito mais. Há, ainda, algumas melhorias que fucionam como facas de dois gumes, pois podem trazer algum malefício como forma de balanceamento. Isso significa que o jogador deve tomar decisões estratégicas para otimizar seu estilo de jogo ao longo dos estágios.

Esse é um modo que traz ar fresco ao pacote de Streets of Rage 4, pois cada rodada reserva algum tipo de surpresa. Em dados momentos, um filtro retrô também é aplicado à jogatina de modo a resgatar alguns chefes clássicos da franquia, com todos os pixels e crocância que têm direito.

streets of rage 4
Os jogadores agora podem escolher novas cores para os personagens de Streets of Rage 4. Foto: Reprodução/Bruno Magalhães

Mas não pense que o modo de Sobrevivência é voltado apenas para conseguir a maior pontuação possível. Aqui entra outra novidade muito bem-vinda do DLC: a possibilidade de desbloquear movimentos especiais para cada personagem do elenco. De praxe, Streets of Rage é uma franquia conhecida pelo seu fator replay, mas o novo game vai além e agora permite que os jogadores configurem o próprio arsenal, que dá acesso a novas oportunidades de combos.

Os movimentos destravados no modo de Sobrevivência valem para qualquer outra modalidade e enriquecem a experiência como um todo. Sem dúvidas há um grande incentivo para desafiar as fases repetidas vezes e descobrir a habilidade que vem a seguir, garantindo pelo menos mais algumas dezenas de horas de jogo.

Siga o The Squad no Twitter e fique por dentro das novidades!

A agente Estel entra em Streets of Rage 4 como uma das personagens mais divertidas. Foto: Reprodução/Bruno Magalhães

Elenco de respeito, mas com um porém

Na época em que publiquei meu review, já ressaltava como a falta de chefes desbloqueáveis, trabalhados no novo estilo artístico desenhado à mão, poderia decepcionar os fãs de longa data. Agora, após muita espera, Estel, Shiva e Max entram no elenco e enriquecem ainda mais a experiência.

Os novos personagens trazem estilos de gameplay muito únicos e não dispensam uma das principais características do game: a proximidade com um legítimo jogo de luta, de modo que podemos tomar nota de sequências específicas para combos estilosos e muito satisfatórios. Não à toa, agora há um modo de treinamento com todas as ferramentas necessárias para praticar suas sequências.

Um dos personagens favoritos dos fãs, Shiva brilha nos seus combos aéreos e golpes rápidos. Já a agente Estel tem golpes pesados, mas conecta sequências com bastante facilidade para combos extensos e pode utilizar granadas. Por fim, Max retorna dos jogos clássicos com agarramentos ainda mais poderosos.

streets of rage 4
Infelizmente, O Pesadelo de Mr. X não traz rotas exclusivas na campanha para os novos personagens. Foto: Reprodução/Bruno Magalhães

Mergulhar nas especificidades de cada personagem é um dos maiores motivos de diversão em O Pesadelo de Mr. X e tem grande valor para quem deseja um gosto a mais de Streets of Rage 4. No entanto, aqueles que esperam por mudanças na campanha principal podem se decepcionar.

Em maio do ano passado, eu também já levantava meu descontentamento com o envolvimento de Adam Hunter na história. Por mais que o personagem seja icônico e muito divertido, ele não apresenta uma rota exclusiva na campanha do game, com suas próprias fases. Infelizmente, isso também acontece com os novos personagens: a história segue o seu curso original sob a perspectiva do quarteto de protagonistas e traz momentos estranhos em que enfrentamos duplicatas da Estel, Shiva e Max quando jogamos com eles mesmos.

Um prato cheio para entusiastas

O conteúdo d’O Pesadelo de Mr. X é indispensável para aqueles que adoraram se aventurar em Streets of Rage 4. Os novos personagens são sem dúvidas os mais divertidos do elenco, que já era robusto, e o modo de Sobrevivência traz sentido para investir mais horas de gameplay. As habilidades desbloqueáveis também atribuem novidade o suficiente para reaprender o jogo como um todo.

No entanto, aqueles que preferem a sequência tradicional de fases podem se decepcionar pela falta de cenários inéditos. É preciso colocar na balança se o conteúdo ofertado é interessante para o seu perfil de jogador.

Vale notar que o conteúdo é vendido a preços muito acessíveis no Brasil, a partir de R$ 14,45 no Xbox One e Steam. A loja do PlayStation já lista o conteúdo mais caro, por R$ 42,90. Até o momento, não tivemos acesso ao preço no Nintendo Switch, mas atualizamos o texto assim que possível.