A festa de comemoração que dividiu toda a comunidade chegou em 18 de setembro de 2020, exclusivamente para Nintendo Switch, sob a forma de Super Mario 3D All-Stars. Seguindo uma fórmula que remete à clássica coletânea do Super Nintendo com os jogos de plataforma tradicionais do bigodudo, as estrelas da vez são os jogos tridimensionais que marcaram gerações desde o Nintendo 64. No entanto, será que o resultado desta coleção é satisfatório e justifica tanto o seu preço cheio como outras decisões questionáveis? Confira, a seguir, na análise completa de Super Mario 3D All-Stars.

Veja também:

super mario 3d all-stars
Vários jogos do Mario que marcaram a sua era 3D estão disponíveis em Super Mario 3D All-Stars. Foto: Reprodução/Raul Vinícius

Remasterizado sim, porém nem tanto

Os três jogos que chegaram ao atual console da Nintendo — Super Mario 64, Super Mario Sunshine e Super Mario Galaxy — tiveram seus menus refeitos, que agora são cristalinos e fáceis de ler, assim como toda a interface de usuário dos jogos. As texturas estão em sua melhor resolução com cores fortes e modelos com detalhes.

Super Mario 64 está com aspecto 4:3 — ou seja, com bordas pretas nas laterais, imitando o tamanho dos televisores da época que o game foi lançado (1996). Já o Super Mario Sunshine, original do Nintendo GameCube, teve seu primeiro lançamento fora de sua plataforma de origem.

Super Mario Sunshine é um dos jogos que mais dividem a comunidade, mas ainda carrega uma legião de fãs. Foto: Reprodução/Raul Vinícius

A segunda aventura 3D do mascote da Nintendo se encontra em resolução 16:9 e conta com controles adaptados. O principal diferencial dele para sua versão original é a falta do controle de pressão de água que o controle do Gamecube permitia, graças à detecção de pressão nos analógicos — coisa que o Nintendo Switch não possui.

Por sua vez, a grande estrela do pacote, Super Mario Galaxy é um dos games mais bem avaliados de todos os tempos e enfim ganhou um banho com suporte à resolução 1080p, deixando os modelos e texturas límpidas e bem definidas.

super mario 3d all-stars
O Observatório de Super Mario Galaxy nunca foi tão bonito. Foto: Reprodução/Raul Vinícius

Siga o The Squad no Twitter e fique por dentro das novidades!

Nem todas as estrelas foram convidadas

A coletânea nomeada como All-Stars não fez tanto jus ao seu nome, pois três jogos da linhagem 3D da franquia não estão disponíveis no pacote. A falta mais sentida pela comunidade sem dúvidas é a de Super Mario Galaxy 2, que sequer recebeu justificativas pela sua ausência e deixa um buraco significativo na proposta do pacote.

Já os outros jogos que não foram contemplados são mais plausíveis: um deles é Super Mario 3D Land, que abusa dos recursos próprios do Nintendo 3DS para efeitos visuais que colaboram diretamente com o gameplay. Já o outro, Super Mario 3D World, será relançado à parte para Nintendo Switch em fevereiro de 2021 com um conteúdo adicional chamado Bowser’s Fury.

A falta de Super Mario Galaxy 2 desapontou muitos fãs. Foto: Reprodução/Raul Vinícius

As melodias de gerações

A coletânea traz, em seu menu principal, aproximadamente três horas de trilha sonora que embalam o passado recente da franquia. A orquestra de Super Mario Galaxy, os ritmos praianos de Sunshine e os sons ricos e melodias atemporais de Super Mario 64 estão aqui para serem escolhidas e ouvidas nos menus do game.

super mario 3d all-stars
Vocês já conseguem ouvir essa imagem? Foto: Reprodução/Raul Vinícius

Polêmicas, posicionamento da Nintendo e respeito aos fãs

Desde o anúncio, a coletânea dividiu os fãs da marca e dos jogos porque o tratamento escolhido não foi o que muitos esperavam. A maior polêmica foi com relação à venda limitada que, por algum motivo, foi aplicada pela Nintendo. Em resumo, o jogo poderá ser comprado pela loja digital do Nintendo Switch somente até o dia 31 de março de 2021, que é quando fecha o ano fiscal da empresa.

As intenções por trás desta decisão não foram reveladas e abrem apenas margem para especulação, mas tudo leva a crer que ela foi tomada para criar um sentimento de urgência e impulsionar as vendas iniciais.

Levar todos esses clássicos consigo no modo portátil do Nintendo Switch é uma grande vantagem. Foto: Reprodução/Raul Vinícius

Outro fato é que não há grandes mudanças visuais além da resolução e qualidade de algumas texturas. Trechos de Super Mario 64 foram refeitos no Super Mario Galaxy 2 e Super Mario Odissey e traziam a alma do jogo clássico em novos visuais. Muitos achavam que esse tratamento era o que o game merecia, mas não foi o que aconteceu.

Super Mario Sunshine também era tópico de um rumor de longa data sobre remasterização e era esperado que seguisse os moldes do seu companheiro de plataforma, The Legend of Zelda: Wind Waker, que recebeu uma versão melhorada no Wii U em 2013.

super mario 3d all-stars
As cinematics de Super Marii Sunshine não receberam o mesmo tratamento do game em melhoria de texturas ou resolução. Foto: Reprodução/Raul Vinícius

Mas e os jogos? São bons?

Sim, é claro! A franquia Super Mario, sem dúvida alguma, é principal referência em jogos de plataforma e sua qualidade é incontestável. Super Mario 64 é o pilar dos games 3D modernos. A câmera em terceira pessoa e os desafios múltiplos em uma fase vieram daqui.

A aventura de entrar nas pinturas para salvar o Reino do Cogumelo ainda é empolgante. Foto: Reprodução/Raul Vinícius

Super Mario Sunshine é o “Patinho Feio” da franquia. Pouco compreendido pelo seu clima tão diferente, inimigos inéditos e uma história diferentona. Os controles são precisos, mas as plataformas muito “apertadas” de serem alcançadas, tentativas e erros compõem o jogo que, com um pouco de determinação no final, pode se tornar um dos mais amados jogos do encanador.

super mario 3d all-stars
O pôr do sol de Delfino Island. Foto: Reprodução/Raul Vinícius

Super Mario Galaxy já é o ponto alto da franquia. Épico, inteligente e corajoso com suas plataformas esféricas, Galaxy traz uma história tocante com a personagem Rosalina e trouxe um novo patamar de qualidade ao gênero, que ainda está a ser batido.

Bosses criativos são encontrados a todo momento em Super Mario Galaxy. Foto: Reprodução/Raul Vinícius

Para quem é Super Mario 3D All-Stars?

Todos os donos de Nintendo Switch deveriam possuir Super Mario 3D All-Stars. Eles marcaram gerações de jogadores e continuarão a marcar com sua qualidade e engenhosidade de gameplay.

Tem de ser colocado na balança, no entanto, o preço a ser cobrado pela coletânea. No Brasil, o preço oficial é de R$ 299 pela edição digital, que é vendida tanto pela Loja Nintendo como pela Nintendo eShop pelo próprio console. Este é o mesmo preço dos lançamentos atuais e inéditos da plataforma, como é o caso de The Legend of Zelda: Age of Calamity e Paper Mario: The Origami King.

Fica claro que a Nintendo supervaloriza o nome da franquia Super Mario, independente de colocar à venda os jogos antigos do encanador. Embora a qualidade dos jogos seja incontestável, isso não é o suficiente para justificar o fato de a coleção estar mais cara do que Super Mario Odyssey, que é o jogo mais recente da franquia principal.

A famosa e temida missão da melancia. Foto: Reprodução/Raul Vinícius

A partir de 2021, os reviews do The Squad seguirão o formato de estrelas, contemplando notas de um a cinco.