Um dos grandes nomes do início de 2021 para o Nintendo Switch, Super Mario 3D World + Bowser’s Fury chegou ao console híbrido em 12 de fevereiro com duas aventuras distintas do Reino do Cogumelo em um único pacote. O jogo faz parte da leva de relançamentos de exclusivos do Wii U, mas traz um conteúdo inédito que justifica a revisita mesmo para quem já jogou o título original de 2013. Confira, a seguir, o review completo de Super Mario 3D World + Bowser’s Fury.

Veja também:

Uma surpresa extremamente agradável

Início do ataque do Bowser rm Bowser’s Fury. Foto: Reprodução/Raul Vinícius

Para começar, vamos responder à grande pergunta desse review: Bowser’s Fury é mais uma vez a Nintendo reinventando a fórmula de jogos de plataforma, utilizando todos os elementos utilizados no game base (Super Mario 3D World) em uma especíe de mundo aberto e o resultado é incrível.

Neste conteúdo adicional, somos sugados para a Ilha Felisgato (nome dado na localização em português de Portugal) por Bowser Jr., que está desolado porque seu pai Bowser foi possuído por uma gosma e está totalmente descontrolado e furioso. Após escutar o dilema do até então vilão, Mario se junta a ele para liberar Bowser dessa maldição.

Reinventando a fórmula novamente

super mario 3d world
Diversos desafios são encontrados nas Ilhas Felisgato. Foto: Reprodução/Raul Vinícius

O mundo do jogo é dividido em diversas áreas, que funcionam como estágios clássicos da franquia com diversos desafios, tais como finalizar o percurso, coletar cinco moedas de gatos, desafios contra o relógio etc.

De tempos em tempos (cerca de quatro minutos), Bowser desperta e modifica toda a dinâmica do cenário. Com uma trilha sonora incrível de rock n’roll, o vilão traz plataformas, uma chuva de bolas de fogo e novos desafios que só destravam quando ele aparece, como blocos que só são quebrados quando o vilão ataca. Para fazer o grande Rei Koopa se acalmar, devemos coletar algum Sol Felino (recompensas pelos desafios) ou aguardar que ele se acalme.

Siga o The Squad no Twitter e fique por dentro das novidades!

Modo fotografia com efeitos diversos. Foto: Reprodução/Raul Vinícius

Como Bowser Jr. acompanha o herói o tempo todo no game, ele acaba funcionando como um inventário — ou seja, todos os recursos e power ups podem ser armazenados com ele, com capacidade para até cinco poderes de cada tipo. Isso permite que os desafios sejam encarados à maneira que o jogador desejar. Quer usar a Cat Suit e escalar as plataformas? Pode. Quer usar a Tanooki Suit e voar sobre os desafios? Pode também. Isso traz ao jogo uma grande versatilidade e fator replay.

Super Mario 3D World ainda é atual e completamente encantador

super mario 3d world
Cat Luigi na área. Foto: Reprodução/Raul Vinícius

Super Mario 3D World é o game do encanador e sua trupe explorando o Sprixie Kingdom e salvando as fadas desse mundo, que foram sequestradas por Bowser. Originalmente lançado para Wii U em 2013, poucos puderam se aventurar na experiência definitiva de um jogo co-op para quatro pessoas em plataforma 3D. O carisma das diversas roupinhas/Power ups, localizações fantásticas como espaço, circos e campos e o hilário comportamento do Mario com sua roupa de gato brillham em resolução 1080p/60 FPS no modo dock e 720p/60 FPS no modo portátil.

O game faz uma grande homenagem à franquia em seus mais de 80 estágios, trazendo centenas de colecionáveis e combinações de personagens diferentes com suas diversas habilidades, tais como voo prolongado da Peach, rapidez do Toad e pulos altos do Luigi. O perfeito uso da nostalgia em trilhas sonoras e ambientações, com a novidade dos novos puzzles, estilos gráficos e até mesmo uso de câmeras.

Modo multiplayer local

Um dos grandes destaques desta versão é o modo online inédito, disponível apenas no Nintendo Switch. Pelo que pude testar com outros dois jogadores, funciona muito bem e não houve problemas com lag.

Bowser’s Fury é o suficiente para fazer os fãs recomprarem Super Mario 3D world?

super mario 3d world
Bowser Junior pedindo ajuda do Mario para salvar seu ‘Papa’. Foto: Reprodução/Raul Vinícius

Bom, essa resposta é complicada porque Bowser’s Fury está atrelado à compra de Super Mario 3D World que, não me entendam mal, é a melhor experiência de um Mario de plataforma em 3D, porém é simplesmente um relançamento com melhores resoluções da versão do Wii U. Sabemos que o console anterior da Nintendo não vendeu nada bem e que possivelmente muitos que venham comprar esse jogo tenham seu primeiro contato, então essa é sem dúvidas uma versão definitiva. Fãs de jogos de plataforma, Mario ou de jogos multiplayer têm toda a minha recomendação.

Já os fãs que, assim como eu, já jogaram e rejogaram o jogo no Wii U, tem aqui Bowser’s Fury que é incrível, com uma duração de em média seis horas que vai surpreender e fazer sorrir o tempo todo, além de incentivar novos zeramentos após terminar a aventura. Dito isso, cabe a você sozinho decidir se vale o investimento de R$ 299,99.

A cópia do jogo foi cedida pela Nintendo para a produção de review.

PRÓSCONTRAS
Conteúdo adicinal interessantePouco atrativo pra quem jogou no Wii U
Lindos gráficosQuedas de frame ocasionais em Bowser’s Fury
Multiplayer local e onlineBowser’s Fury roda a 30 FPS no modo portátil
Controles precisos