O estúdio cinematográfico MGM, responsável pelo filme Tomb Raider: A Origem, não detém mais os direitos da franquia de Lara Croft. A informação é do The Wrap.

Veja também:

Tomb Raider
Com a perda dos direitos, Alicia Vikander deve ser reescalada. Foto: Divulgação/Warner Bros.

Com a perda dos direitos de Tomb Raider, a atriz Alicia Vikander, que protagonizou o primeiro filme produzido pela MGM, também não possui mais conexões com o projeto. Uma sequência do longa-metragem estava em desenvolvimento com a atriz e teria Misha Green como diretora.

No entanto, como a MGM demorou para avançar com a continuação, que precisava ser iniciada até maio deste ano, o segundo filme não foi para frente e o estúdio expirou as licenças da série. Agora, de acordo com o The Wrap, alguns estúdios estão lutando para conseguir os direitos da franquia, mas ainda não há nenhum acordo definido.

Siga o The Squad no Twitter e fique por dentro das novidades!

De acordo com as fontes do site, Lara Croft deve ganhar mais um reboot nas telas. Além disso, os insiders reforçam que não há nomes para o elenco e direção no momento.

Mesmo com as críticas e a baixa bilheteria, a primeira produção da MGM conseguiu conquistar o público com as excelentes cenas de ação e a ótima interpretação de Vikander como a famosa Lara Croft, garantindo um segundo filme. A sequência do longa-metragem com Alicia Vikander e Misha Green tinha como título provisório Tomb Raider: Obsidian e adaptaria elementos dos dois últimos jogos da saga, Rise e Shadow of the Tomb Raider.