A CES 2021 continua a todo vapor. Em sua primeira edição completamente online, a feira teve um primeiro dia movimentado com vários anúncios de smartcoisas e muitas novidades na apresentação da Intel. No dia seguinte foi a vez a AMD mostrar seus processadores e disputar a atenção em gráficos com a NVIDIA, vejamos os anúncios.

Veja também:

Ryzen Série 5000 para notebooks

A AMD finalmente anunciou seus processadores Ryzen 5000 para dispositivos móveis. A maioria deles já é baseado na arquitetura de 7 nanômetros “Zen 3”. A CEO Lisa Su chamou a série de “os processadores de PC mais poderosos já construídos”.

AMD
Um novo marco foi alcançado nos processadores da AMD e a competição aquece ainda mais. Foto: Reprodução/AnandTech

Assim como na geração anterior, a série 5000 será dividida em duas categorias: a linha H para notebooks gamer ou de criação de conteúdo e a linha U que tem foco em ultrafinos. Dentro dessas linhas teremos a subdivisão mais conhecida dos Ryzen 3, Ryzen 5, Ryzen 7 e Ryzen 9 que são similares mas não exatamente equiparáveis aos Core i3, Core i5, Core i7 e Core i9 da Intel.

Além das séries H e HS dentro da linha H, a AMD introduziu a linha HX e disse que o novo Ryzen 9 5900HX, funcionando a 45W+, irá “embarcar nos melhores notebooks para gaming de 2021”. Nos benchmarkings da empresa ele derrotou o Core i9-10980HK no Cinebench R20 (single-thread), Passmark P10 (CPU geral) e no 3DMark Fire Strike Physics (performance gráfica).

Como demonstrado na tabela, a grande maioria dos processadores é Zen 3 mas alguns na linha U ainda trazem cores Zen2. Foto: Reprodução/AnandTech

RDNA2 em notebooks

O dia da AMD teve bastante foco em PCs portáteis e isso ficou claro com o anúncio da chegada da arquitetura RDNA2 em notebooks. A nova arquitetura é o alicerce dos chips customizados que integram consoles de nova geração e agora farão sua estreia no mercado de PCs móveis.

A CEO da AMD, Lisa Su, demonstrou o poder dos novos chips no palco rodando Dirt 5 a 1440p e mais de 60 frames por segundo, supostamente em um notebook com a nova tecnologia embarcada. As novas tecnologias anunciadas no evento chegarão ainda esse ano mas podem ser atrasadas pela falta de suprimentos que afeta toda a indústria.

Siga o The Squad no Twitter e fique por dentro das novidades!

Série 3000 em notebooks

A série 3000 de placas de vídeo já está disponível para desktops a algum tempo e agora ela chegará aos notebooks com versões das placas RTX 3060, RTX 3070 e RTX 3080. Mais de 70 notebooks estarão disponíveis com as placas RTX 3070 e RTX 3080 no dia 26 de janeiro, já os modelos com RTX 3060 chegarão depois no dia 2 de fevereiro com preços a partir de US$999 (R$ 5.333,47 em conversão direta).

De acordo com a própria NVIDIA, notebooks com a RTX 3060 serão 30% mais rápidos que um Playstation 5, enquanto os aparelhos equipados com a RTX 3070 terão desempenho 50% maior em relação aos notebooks com RTX 2070, entregando jogos a 90fps a 1440p e a RTX 3080 poderá ter até 16GB de memória GDDR6 entregando até 100fps a 1440p.

Suporte a Resizable BAR na NVIDIA

Apesar de fazer parte das especificações do PCIe já a algum tempo, só agora a tecnologia está ganhando atenção depois de a AMD fazer uso da tecnologia e batizando sua implementação de “Smart Access Memory” que traria incrementos de até 10% no desempenho em jogos.

A tecnologia permite que a CPU acesse informações que precisa diretamente na placa de vídeo. Foto: Reprodução/The Verge

A forma mais simples de explicar essa nova tecnologia é dizendo que o processador precisa trocar informação constantemente com a placa de vídeo enquanto você joga mandando texturas, polígonos e shaders, porém, com o uso dessa função em vez de estar limitada a um cache, a CPU pode acessar todo o buffer da placa de vídeo (tudo que ela “desenhou” até o momento em vez de apenas uma parte como normalmente acontece).

Obviamente esse tipo de função é algo específico e depende de uma combinação de processador, placa de vídeo e da placa-mãe. Pensando nisso, a NVIDIA disse que está trabalhando não apenas com a Intel mas com a AMD e também com fabricantes de placas-mãe pra disponibilizar a novidade em uma grande gama de produtos ainda esse ano.